Resenha: Starters

STARTERS
Autor(a): Lissa Price
Páginas: 368
Editora: Novo Conceito
Ano: 2012 
Seu mundo mudou para sempre. Callie perdeu os pais quando as guerras de Esporos varreu todas as pessoas entre 20 e 60 anos. Ela e seu irmão mais novo, Tyler, estão se virando, vivendo como desabrigados com seu amigo Michael e lutando contra rebeldes que os matariam por uma bolacha. A única esperança de Callie é Prime Destinations, um lugar perturbador em Berverly Hills que abriga uma misteriosa figura conhecida como o Old Man. Ele aluga adolescentes para alugar seus corpos aos Terminais — idosos que desejam ser jovens novamente. Callie, desesperada pelo dinheiro que os ajudará a sobreviver concorda em ser uma doadora. Mas o neurochip que colocam em Callie está com defeito e ela acorda na vida de sua locadora, morando em uma mansão, dirigindo seus carros e saindo com o neto de um senador. Parece quase um conto de fadas, até Callie descobrir que sua locatária pretende fazer mais do que se divertir — e que os planos de Prime Destinations são tão diabólicos que Callie nunca podia ter imaginado...

Após a guerra de Esporos, Callie, seu irmão, e seu amigo Michael tentam sobreviver nas ruas da cidade sem ter o que comer ou beber, tendo que tomar cuidado com os rebeldes e as autoridades que os obrigariam a viverem em prisões. Durante a guerra de Esporos a prioridade era dar a vacina aos idosos e crianças, o que devastou quase todos os adultos do mundo, incluindo os pais de Callie. A menina vê no desespero uma única saída daquela vida medíocre; vendo o irmão doente, e passando fome, ela decide ir atrás da Prime Destinations, que é uma corporação clandestina onde você pode colocar seu corpo para aluguel durante algumas semanas para que algum idoso milionário "entre nele" através de um chip e possa usufruir de sua juventude, fazendo atividades que não lhe são mais possíveis. Mas, como todas as transações clandestinas, as vantagens nunca são as únicas coisas a existirem, e Callie irá se arrepender de um dia ter sequer pensado em deixar seu corpo nas mãos daquela empresa, descobrindo tarde demais os planos terríveis que os funcionários da mesma reservam para o seu futuro.

Resolvi ler esse livro quando vi que precisava de uma história leve, com adolescentes como protagonista, e que fosse algo bom. Após ler algumas resenhas me convenci de ser esta minha próxima leitura. Só que não foi lá essas coisas. Eu esperava muito mais. Quando comecei a ler fiquei me perguntando por que nunca o tinha começado a ler antes. A história me fez lembrar "Feios", que é um dos livros que eu mais gostei de ter lido - e que pretendo ler as continuações -, com algumas pequenas diferenças. O livro era viciante, a leitura fluída, rapidamente devorei alguns capítulos, mas quando foi chegando pra lá da metade as coisas parece que começaram a desandar. Eu não sei se foi por ter criado muitas expectativas ou o que houve, só sei que me pareceu que a autora queria criar uma personagem do tipo heroína, mas ficou tudo muito forçado, e alguns dos diálogos foram até ridículos. Bom, pelo menos pra mim a reta final do primeiro livro me deixou muito a desejar, e fiquei me perguntando por que um livro tão bom foi ficar bobo daquele jeito. Acho que faltou um pouquinho mais de criatividade da autora. Mas foi um bom livro, pois até quase as últimas páginas ele me prendeu bastante e foi viciante. Mas volto a dizer, o final foi um tanto decepcionante. 

Deixe seu comentário na parede do Toalete!
0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...