Resenha: A namorada do meu amigo

Oláaa! Tem alguém ainda aí? rs Meu povo do Toalete, como sempre, tenho muita saudade e novidade para vocês.
Chegou uma porção de livros maravilhosos. E, hoje, venho com mais um sucesso da Novas páginas - parte da Novo Conceito - ; sou apaixonada por essa editora, já laçou livros ótimos como "De repente Ana".


Título: A namorada do meu amigo

Autora: Graciela Mayrink

Páginas: 334
Ano: 2014
Editora: Novas Páginas.
Quando voltou das férias de verão, Cadu não imaginava a confusão em que a sua vida se transformaria. Era para ser um ano normal, mas ele entrou em uma enrascada e está correndo o risco de perder a amizade do cara mais legal do mundo. O que fazer quando a namorada do seu amigo vira uma obsessão para você? Os churrascos da turma da faculdade talvez ajudem a esquecer Juliana, e, se depender do esforço do divertido Caveira, não faltarão garotas gente boa para preencher o coração de Cadu. Mas não adianta forçar... Quem consegue mandar no coração? Alice, a irmã de Beto, é só mais uma das dores de cabeça que Cadu tem que enfrentar. A vida inventa cada cilada!


Cadu, Caveira e Beto são três amigos inseparáveis, mais conhecidos como "Os Três Mosqueteiros". Cadu faz o tipo tímido, Caveira o pegador, e o Beto o "ex-pegador" que está completamente apaixonado pela sua atual namorada: Juliana.  A Juju - como conhecida quando criança-  era detestada por esses meninos já que estava sempre atrás deles, Cadu era o que mais tinha aversão a ela já que aos 8 anos a  garotinha magricela já se declarava apaixonada por ele. Ela se mudou, os anos se passaram, e quando Cadu voltou de suas férias de verão descobriu que a menina insuportável havia voltado. Desde a 1° vista com a nova Juliana, Cadu sentiu algo que nunca havia sentido antes, coração disparando, nervosismo, mãos suadas e um incrível  e torturante sentimento: ciúmes.  A atração e paixão que sente por Juliana o faz se sentir o pior dos amigos, dividido entre o promissor amor de sua vida e a amizade de sua vida inteira. Como se não bastasse todo esse dilema, ainda tem a Alice, irmã caçula de beto, que está louca para namorar o Cadu. A amizade desses três garotos vai render muita risada, choro e provas.

Minha opinião: Eu devorei esse livro de 23:00 até as 2:00 da madruga e depois que acordei de manhã. rs Foi me dando uma agonia porque eu queria saber o final e não sabia com quem o Cadu ia ficar. Aí pulei um bando de página para ler o final. Detestei, voltei a ler da onde eu tinha parado e fui até o fim. E gostei do final! hauahau Sou muito volúvel, uma hora detesto na outra adoro. Achei que a autora trabalhou bem os personagens, as emoções envolvidas nesse tipo de situação. Já pensou que terrível? Nunca aconteceu isso comigo, não saberia como resolver...
A história é contada do ponto e vista do Cadu, e tem pensamentos bem machistas, não só dele, como também dos outros personagens. Talvez seja porque é um homem jovem contando a história ou por tudo se passar no interior... - essa pode até ser uma interpretação bem preconceituosa minha - . Mas é que todo tempo falavam de "garota de família" e as outras eram rotuladas como "para a diversão". Esses termos me provocam rs Já que eu não acredito nesse tipo de divisão: mulher santa e p*ta. A mulher assim como qualquer pessoa pode ser diferente de acordo com seus momentos e estado de vontade - é nisso que eu acredito - e, por isso, relevei essas partes na minha leitura - até porque acho que foi intencional para contextualizar o universo masculino.
Por falar em universo masculino, o personagem Beto, irmão da Alice, meu Pai do Céu que mala! rs Ele é ciumento, controlador e quer suas irmãs intocadas. Ele fez um pacto com seus amigos, proibindo-os de ficarem com as suas irmãs. As vezes chega a ser engraçado e outras insuportável. Cadu se pela de medo dele toda vez que Alice aparece kkkk  Lembra muito meu irmão quando um pouco mais jovem. E ver essas meninas : Juliana e Alice, tudo novinhas com esses meninos um pouco mais velhos, lembrou a minha adolescência e me fez pensar se a das demais meninas foram assim...
Outra coisa que me chamou a atenção foi a edição ou a forma que a autora preferiu fazer  os capítulos do livro. As cenas eram cortadas no meio de conversas e já começavam em outras cenas que não tinham nada a ver. Sei que ficava subentendido que já havia passado o dia, só que a mudança era tão drástica, cortava diálogos que pareciam relevantes. Fora isso, adorei o livro. Foi muito legal mesmo e me deixou a sensação de que esses personagens existem, fiquei muito apegada! :) Amei a  Alice, odiei Cadu em alguns momentos e o adorei em outros. Parabéns pelo livro, Graciela! E, depois, me contem de quem gostou mais. Beijo, povo!

Deixe seu comentário na parede do Toalete!
0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...