O que você quer ser quando crescer?



Sabe aquela sensação de paz e descoberta? Quando a gente sabe que encontrou o que realmente quer fazer para o resto da vida? Pois é, eu ainda não encontrei. E, confesso, que isso está me dando um desespero. Quando a gente é criança é tudo tão mais fácil. Minha mãe conta que quando eu tinha cinco, cheguei da escola e falei para ela "pronto, mãe, eu não preciso mais estudar. Eu já sei o que vou ser.". Ela me perguntou curiosa e eu respondi feliz " professora". Ela disse que eu teria que estudar muito ainda e que precisava ter alunos, arrumei meu material  e com cinco anos parti para a casa da minha bisavó para alfabetizá-la.  Hoje eu rio lembrando disso, com saudades de ser tão determinada. Com o tempo a gente vai crescendo e mudando, eu era muito mais extrovertida quando criança. E, aquela pergunta inocente "o que você quer ser quando crescer" passa a ganhar peso a cada ano. Então, eu cresci e não tenho a menor ideia do que fazer! Segundo a Karina, vamos virar escritoras famosas kkkkk Mas por enquanto prefiro me desesperar com o meu drama real.
Hoje eu estou aqui, por acaso,  fazendo Letras Português e Espanhol. Estou no escuro. Sempre achei que quando eu fosse dar aula algo acionaria em mim despertando meu ser educadora adormecido. Mas não foi bem assim que aconteceu. Dar aula é como andar na montanha-russa, seus altos e baixos. Tem momentos maravilhosos e outros em que me questiono o que estou fazendo da minha vida. É muito trabalhoso, fazer planos de aula, quebrar a cabeça para achar algo legal e, o pior de tudo, não ser reconhecida por isso, seja pelos alunos, salários e a sociedade. Não acho essa profissão vergonhosa, muito pelo contrário, se essa fosse a minha paixão, abraçaria a causa e não teria ninguém no mundo que me fizesse desistir dela. Mas talvez essa não seja a minha vocação.
Tenho ânsia pela vida, me descobrir profissionalmente. Lembro que em um teste vocacional respondi que seria imensamente infeliz se não me descobrisse realizada em minha profissão. Estou em busca de mim. Sempre adorei ler e escrever.  Será que não poderiam me pagar por isso? :P É incrível o poder da escrita, como eu fico mais leve quando tiro esse peso de dentro de mim.
Vocês já se sentiram perdidos em relação a vocação ou já sabiam o que queriam ser desde cedo? Por favor, falem, fico babando pelas histórias de cada um que já chegou nessa etapa. E os que ainda não alcançaram, dividam suas dúvidas comigo! ;)


Disso eu não tenho dúvida!

Deixaram recados na parede do Toalete:
1 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...