Resenha: Amigas (im)perfeitas

AMIGAS (IM)PERFEITAS

Autor(a): Leila Rego
Páginas: 392
Editora: Gutenberg
Ano: 2012 
Nina, Pâmela e Manuela, amigas desde os tempos de colégio, tem agora uma nova realidade pela frente: largar a adolescência para trás e crescer em meio às angustias dessa nova fase. O término da faculdade e o inicio de uma carreira fazem parte das decisões maduras que a vida está cobrando dessas três amigas inseparáveis. Mas o que elas não imaginavam é que viveriam ainda muitos tropeços e desencontros amorosos, repletos de emoções conturbadas - e boas gargalhadas. Embaladas pelo bom rock 'n roll da Legião Urbana, as amigas viverão aventuras e descobertas ainda mais surpreendentes que as da adolescência, entre elas, fazer com que Nina, que sempre se apaixona pelo homem errado, encare uma Operação Faxina Interna para tentar superar as feridas de seu coração.

Nina é do tipo de mulher que ama demais. Parece um imã de caras que não prestam e suas amigas vivem brincando com isso, nomeando cada um deles com o nome de algum vilão de algum filme. Além das amigas, que mesmo com tanta zoação são o pilar para fazê-la se reerguer após os rompimentos, Nina está sempre encontrando um rapaz misterioso, que mais parece um anjo da guarda, que aparece na vida dela justo nos momentos que ela mais precisa desabafar com alguém após alguma separação. Mas a vida vai brincar com ela mais uma vez, colocando uma outra pessoa em seu caminho, o Nathan, que é o cara mais insuportável que ela já foi apresentada, mas que ao conhecer melhor ela vai se dando conta que este não é feito só de defeitos. Mas nada na vida da Nina é tão simples, o destino não encarregou de enviar uma pessoa, mas duas. Lembra do rapaz misterioso?
Mas como se entregar a uma relação depois de tantos tombos????
Durante uma viagem com as amigas e os dois pretendentes, Nina vai aprender que antes de amar qualquer outra pessoa, ela deve amar a si mesma.

Eu sou meio suspeita de falar sobre o livro, pois sou uma fã assumida da Leila Rego!!! Portanto quando me ofereceram o livro pra resenhar eu já sabia que ele ia cair no meu gosto. E não deu outra.
O livro de certa forma foi surpreendente, pois a historinha de adolecentes que eu imaginava - não que eu não goste, preciso deixar claro -, na verdade era de mulheres adultas. Tudo bem que a Nina é um tanto louquinha, mas não deixa de ser uma mulher madura. E o assunto apesar de ser engraçado no livro é um tanto quanto sério. Deve ser difícil ter esse tipo de problema de amar incondicionalmente uma pessoa sem ser aquele amor saudável. Me lembrou até uma personagem da Giulia Gam em uma novela que agora não me recordo o nome - Mulheres apaixonadas, lembrei rs -, que sofria desse mesmo mal e frequentava um grupo de apoio, o MADA.
A Leila tem o dom de nos encantar, de nos fazer rir e suspirar. Nossa, eu tive um misto de emoções durante a leitura. Só tenho a indicar o livro, é bom demais! Infelizmente quando comecei a escrever a resenha foram vários meses após terminá-lo - e estou postando agora vários meses após escrever este post -. Portanto o que está escrito aqui não vai fazer juz ao que eu senti no momento. O livro é ótimo. Achei que a autora fosse viajar um pouquinho, confesso, nessa coisa de homem misterioso que está sempre aparecendo na hora certa, mas para minha alegria e alívio, não, não tem nada de místico ou sobrenatural nesse livro, mesmo depois de tantas doideiras que se passaram pela minha cabeça .rs

Já faz tanto tempo que eu recebi, que o livro já está até de capa nova:
Achei muito lindinha, mas eu confesso que prefiro a antiga, por causa da textura e tal. Se bem que eu ainda não vi essa capa nova pessoalmente... :)

Deixe seu comentário na parede do Toalete!
0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...