Resenha: Áurica

ÁURICA

Autor(a): Gina Rosati
Páginas: 368 
Editora: Jangada 
Ano: 2013 
Anna Rogan é uma garota aparentemente normal, mas esconde um grande segredo: ela consegue sair do corpo e fazer viagens astrais. Quando ocorre um acidente fatal, Taylor, uma colega de escola, toma posse do corpo de Anna e passa a viver como se fosse ela, ameaçando transformar o incrível passatempo num verdadeiro pesadelo. Diante da perspectiva de ficar presa no vácuo e nunca mais ser vista, ouvida ou tocada, Anna resolve pedir ajuda a seu melhor amigo, Rei. Agora os dois têm não só que recuperar o corpo de Anna como também impedir Taylor de acusar um amigo em comum de ser responsável pela sua morte. Juntos, Rei e Anna arquitetam um plano para salvar o amigo, mas são surpreendidos pela paixão que começa a brotar entre eles.

Anna tem um dom muito especial de poder vagar com sua alma pra qualquer lugar que quiser e conhecê-lo a qualquer momento do dia; é só se concentrar um pouquinho e pronto, lá está ela viajando e conhecendo lugares encantadores. Só que numa dessas suas escapadinhas de seu corpo ela acaba presenciando um acidente que termina em morte, e quando decide voltar para ele, descobre que este foi tomado pela mesma alma da pessoa que acabou de ver morrer, e vou adiantar que não é uma das melhores pessoas, muito pelo contrário. Além de ter seu corpo "roubado", Anna ainda vai ter que ver, sem poder falar nada, a sua versão com a alma da falecida acusando injustamente um de seus amigos de tê-la matado, e só Anna sabe que é mentira. Mas como provar já que ela é apenas um "espírito"???? Só mesmo recuperando seu corpo. Porém, a alma hospedeira não está nem um pouco solícita em deixar o corpo de Anna e finalmente ir procurar a luz. Anna vai ter que contar com a ajuda de seu melhor amigo Rei, que não pode ouví-la, porém pode vê-la e ler o que ela escreve, pois esse é o único modo que ela consegue se comunicar com as outras pessoas estando fora de seu corpo.

O livro tem uma história legal, interessante até, mas não foi um dos melhores que já li. Não me senti muito conectada ao livro, não foi uma leitura fluída. Eu lia algumas páginas por dia, mas não ficava naquela aflição de continuar, saber o que viria a seguir, apesar de ter aquela curiosidade de como terminaria aquela situação que se encontrava Anna, que francamente, achei que nunca fosse terminar. Taylor, a "hospedeira", me dava nos nervos. Mas gostei da solução, no entanto achei muito fácil o modo como as coisas aconteceram depois, e a tal da morta ir pra luz depois de tanto relutar. Mas enfim, o livro não é ruim, mas achei fraco e meio bobinho - e olha que adoro aquela pegada teen -. A autora bem que tentou incluir algumas cenas meio chocantes, mas a coisa toda continuou morna. Também achei que ficou faltando algumas explicações, essa coisa de sair do corpo pra dar uma volta por aí ficou muito vago na história, e algumas respostas que achei que teria ficaram no ar, pois esse livro não faz parte de uma série.
Por ter gostado de algumas partes, eu vou dar 3 estrelinhas pro livro. Foi bom.    

Deixaram recados na parede do Toalete:
1 comentários:

  1. A história me chama a atenção, por gostar de coisas assim, mas não sei se chegarei a ler.

    Beijos,
    Mands - Outbreaks.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...