Resenha: Anjo amador

Título: Anjo Amador (Amateur Angel)
Autor(a): Karri Thompson
Páginas: 256
Ano: 2013
Editora: Jangada 

Com apenas 18 anos, Ashley não é uma adolescente comum. Ela não apenas está morta, como, depois de sua morte, entrou por engano na fila errada - uma fila destinada a anjos da guarda treinados, prestes a iniciar a sua missão na Terra. Com um par de asas nas costas, ela é enviada para Los Angeles com a tarefa de substituir um anjo cuja "missão" era proteger ninguém menos do que o sexy roqueiro Cannon Michaels, líder da banda Sendher, o maior ídolo de Ashley. Enquanto tenta compreender o comportamento de Cannon, um jovem mimado e imprudente, com um estilo de vida totalmente "rock and roll", Ashley está longe de satisfazer os requisitos de um verdadeiro anjo da guarda. Ela sente falta da família e dos amigos, tem dificuldade para aceitar a própria morte, e acaba pondo em risco a sua missão como anjo e a própria vida de Cannon ao se apaixonar perdidamente por ele.

Ashley está na flor da idade, mas tem sua vida interrompida drasticamente após um acidente de carro. Ao chegar no céu, por algum motivo, seu anjo da guarda não está lá para recebê-la e instruí-la assim como acontece com todas as almas recém chegadas. Por engano ela acaba entrando na fila errada e volta pra terra como anjo da guarda de ninguém mais ninguém menos do que seu ídolo do rock cuja pessoa ela acaba descobrindo que não é nada do que ela pensava que fosse. Sem saber o que fazer, já que os anjos da guarda precisam passar por uma série de treinamentos antes de ser nomeado anjo da guarda de alguém, Stacey vai se enfiar em muitas confusões até descobrir suas habilidades como anjo, e vai contar com a ajuda de outros como ela para isso também, principalmente quando acaba se vendo envolvida sentimentalmente com seu protegido.

Eu recomendo esse livro pra quem tem paciência com histórias meio infantis. Tá bem na faixa assim início da adolescência. Confesso que até eu achei ele bobinho no começo, torcia o nariz para algumas atitudes bobas da personagem como, tipo, virar o rosto quando o ídolo dela ia trocar de roupa (quem em sã coinsciência ia fazer isso???? Se eu sou a anja do Caio Castro, aquele Deus grego, e ele começa a fazer stripper, nunca que euzinha ia virar a cara rs). Mas a história foi me conquistando aos poucos. O livro que antes eu pegava pra ler sem muitas expectativas (o que não quer dizer que era ruim de ler, era legalzinho, mas daquele tipo não fede nem cheira) foi se tornando empolgante e eu me vi cada vez mais na vontade de chegar logo a hora de estar no metrô ou chegar em casa pra ter meu momento de leitura e saber o que ia acontecer no final. Confesso que fiz aquela coisa feia de ficar avançando as páginas pra ler o que ia acontecer mais adiante de tão ansiosa e curiosa. rs Falando em final, meninaaaa, to louca pra saber o que vai ser do próximo livro!!! Final tenso.
Então é isso, o livro é bem legalzinho, mas com um história bem levinha, bem pré adolescente mesmo. Se você não curte é melhor nem arriscar. Mas pros que gostam, podem cair com tudo, pois vai curtir a leiturinha.

Nota:
E olhem a diferença da capa original pra brasileira. Nossa, que capa feinha. O.o

Deixaram recados na parede do Toalete:
1 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...