Resenha: Bela desastre

Título: Belo desastre
Autor(a): Jamie McGuire
Editora: Verus
Páginas: 392
Ano: 2011
Compre já o seu!

A nova Abby Abernathy é uma boa garota. Ela não bebe nem fala palavrão, e tem a quantidade apropriada de cardigãs no guarda-roupa. Abby acredita que seu passado sombrio está bem distante, mas, quando se muda para uma nova cidade com America, sua melhor amiga, para cursar a faculdade, seu recomeço é rapidamente ameaçado pelo bad boy da universidade.
Travis Maddox, com seu abdômen definido e seus braços tatuados, é exatamente o que Abby precisa – e deseja – evitar. Ele passa as noites ganhando dinheiro em um clube da luta e os dias seduzindo as garotas da faculdade. Intrigado com a resistência de Abby ao seu charme, Travis a atrai com uma aposta. Se ele perder, terá que ficar sem sexo por um mês. Se ela perder, deverá morar no apartamento de Travis pelo mesmo período. Qualquer que seja o resultado da aposta, Travis nem imagina que finalmente encontrou uma adversária à altura.

Olá, pessoal! Pois é, andei meio sumida nas resenhas, mas acreditem, o problema não está em ler e sim em resenhar! Tenho lido uma porção de livros, uns que me deixam nas nuvens e outros nem tanto. Está cada vez mais difícil encontrar um livro que me encante. Acho que estou ficando crítica demais (chata mesmo).
O livro de hoje se chama "belo desastre". Confesso que me desapontei com essa propaganda toda e os elogios que vem na capa do livro. O livro foi totalmente diferente do que eu imaginei. É óbvio que a Abby e o Travis não é o casal que vai entrar pra história, conforme a autora do livro quis imortalizar, mas nem por essas críticas todas me impediram de devorá-lo por umas três noites e madrugadas.
Abby passa a ideia de ser uma garota comum, caloura que se mudou junto com a sua amiga de infância América, para a nova faculdade. Sua vontade de passar despercebida é contrariada quando Travis Mandozc, o bad boy mais assediado da faculdade, a conhece. Fascinado pela falta de interesse que ela tem por ele, Travis tenta se aproximar dizendo que quer ser seu amigo.
Tudo começa com uma aposta: se ele perder ficará sem sexo por um mês, e caso contrário, ela terá que dormir no apartamento dele pelo mesmo tempo. Travis e Abby travarão numa luta em um relacionamento nada normal e cheio de confusões.
Nossa, é uma droga mesmo fazer resenha depois de muito tempo ter lido o livro. Travis é o mais fiel bad boy: possui moto, é forte, pega todas as mulheres e desce o braço em tudo que lhe estiver em sua frente.
Credo!
Definitivamente não é meu estilo de homem. Prefiro os engraçados e tímidos. Sério, chegam a ser bizarras as atitudes dele. E o pior é que a Abby nem liga. Eu teria medo de namorar um homem assim. Das duas uma: ou ele me matava ou eu matava ele. Se bem que ele não bate em mulher, mas vai saber... parece um maluco-bebezão-bipolar e que chama a Abby de beija-flor. Beija-flor!!! Sem contar a cena no mínimo bizarra em que todo mundo começa a cantar. WTF??? High School Musical????
Eu senti essa faculdade mais pra nível de ensino médio.
O livro tem cenas engraçadas, mas como o estilo de vida dos personagens são completamente oposto ao meu, não consegui simpatizar. Em nenhum momento eu pensei "que fofo". As variações de humor de Travis não ajudam porque o que era para ser romântico em suas falas me pareciam o mais puro clichê.
Acredito que tem coisas que todas as meninas querem ouvir, mas o importante/principal é a forma como são ditas e muitas vezes podem soar falsas.

Deixaram recados na parede do Toalete:
2 comentários:

  1. ameiiiiiiiiiiiiiii
    essa resenha
    bezoshttp://guriabunitabykhen.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Acho que muita gente não gostou do livro por não se identificar com os personagens.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...