Resenha: Vaclav & Lena

Título: Vaclav & Lena
Autor(a): Haley Tanner
Páginas: 272
Editora: Intrínseca
Ano: 2012
Comprar este livro! 

Vaclav e Lena parecem destinados um ao outro. Eles se encontram pela primeira vez aos 6 anos, numa aula de inglês para imigrantes em Brighton Beach, no Brooklyn. Vaclav é precoce e falante. Lena, com dificuldade no idioma, refugia-se na segurança de sua adoração por ele. Ele imagina a história dos dois se desenrolando como em um conto de fadas. No entanto, uma das muitas verdades a serem descobertas nessa extraordinária obra de estreia de Haley Tanner é que "felizes para sempre" nunca é um desfecho garantido. Um dia, Lena não vai à escola. Desaparece da vida de Vaclav e da família dele como num cruel truque de mágica. Durante os sete anos seguintes, Vaclav deseja boa-noite a Lena todos os dias, perguntando-se se ela faz o mesmo onde quer que esteja. No dia do aniversário de 17 anos de Lena, ele finalmente descobre o que aconteceu. Haley Tanner tem a originalidade e a verve de uma contadora de histórias nata, e também a ousadia de imaginar um mundo em que o amor pode superar as circunstâncias mais difíceis. Em Vaclav & Lena, a autora dá vida a dois inesquecíveis jovens protagonistas que evocam a alegria, a perplexidade e a paixão de se ter uma profunda e duradoura ligação com outra pessoa.


O livro, narrado em 3º pessoa, conta a história de Vaclav e Lena, que são amigos desde os 9 anos de idade e tem muita coisa em comum, como por exemplo, os dois são imigrantes russos vivendo e tentando se adaptar aos costumes americanos, e nutrem amor pela mágica. Porém, no quesito familiar, as coisas entre os dois são bem diferentes. Vaclav vive com seus pais e o amor de mãe não lhe falta, já Lena vive com a tia que mal liga pra ela, não conhece os pais, e já passou por muita coisa na vida, o que dá a ela um ar de garotinha estranha por seu jeito caladão, mas só vamos descobrindo o porquê nas últimas páginas do livro. Até lá, a segunda parte do livro irá girar em torno desse suspense, ainda mais quando Lena "desaparece do mapa" sem se despedir de seu amigo. O que será que aconteceu com Lena????, é o que Vaclav ficará se perguntando. Mesmo sete anos depois, ele continua se perguntando isso, e pensando em sua amiga, até o dia em que a reencontra e descobre toda a verdade sobre o dia em que ela desapareceu da vida dele. 
 
Esse foi um daqueles livros que tive um caso de amor e ódio. Tá, não chega nem a ser ódio, mas é aquela coisa que você gosta, mas outras horas se torna cansativo. O modo como a autora narra a história é diferente de todo tipo de narrativa que eu já li, parece uma coisa meio conto infantil, mas que já na segunda parte do livro muda. Sobre esse tipo de narrativa, eu comecei achando bem gostosinho de se ler, mas que com o tempo foi enjoando, porque a autora se prolongava demais em dar os detalhes de cada coisa, se tornando muita das vezes cantivo e repetitivo (aliás, as repetições nos parágrafos são até porpositais). Além dessas coisas cansativas, a história não dava em nada, eu ficava me perguntando quando ia acontecer o ponto auge do livro, e vou logo adiantando que isso só acontece lá pra página cento e alguma coisa, quando termina a primeira pate e inicia-se a segunda. Gostei muito mais da segunda parte, apesar da narrativa da autora ter sofrido uma pequena mudança, mas pra mim foi até melhor, pois ela deixou um pouco a lenga-lenga do lado e deu mais importância pras coisas que realmente eram importantes. He he. Os personagens também estão maiores, e a história ficou mais interessante, pois antes eu já estava achando que ia acompanhar uma história infantil até o final do livro.
Vou ter que concordar em partes com a autora de uma resenha postada no Skoob a respeito do amor dos personagens. Tudo bem eles terem essa paixão um pelo outro desde a infância, mas quando eles se reencontram eu achei que as coisas foram rápidas demais, aquela coisa de um dizer "eu te amo" pro outro em pouco tempo, ficou muito irreal. Ainda mais que dias antes da Lena desaparecer, ela estava fazendo o Vaclav de gato e sapato, e tudo bem que ela até sentia um carinho por ele, seu único amigo, a família que a acolheu enquanto sua tia vivia ausente, mas amor, amor, é meio difícil de acreditar que ela tenha sentido assim tão rápido, até mesmo por parte do Vaclav. =/
Mas fora isso, gostei dos trechos que envolvem romance. A autora escreve muito bem, de um jeito bem envolvente.
É um livro que mesmo não sendo meu favorito, eu leria de novo, e se tivesse um segundo, eu leria também.
Recomendo o livro, principalmente pra quem tem paciência pra esperar pra que as coisas finalmentes comecem a acontecer, pois como eu disse, a primeira parte do livro é bem paradinha, sem muitas novidades. Mas é um bom livro.

Deixaram recados na parede do Toalete:
1 comentários:

  1. VejaBlog
    Seleção dos Melhores Blogs/Sites do Brasil!
    http://www.vejablog.com.br

    Parabéns pelo seu Blog!!!
    - Toalete Feminino -

    Você continua fazendo parte da maior e melhor
    seleção de Blogs/Sites do País!!!
    - Só Sites e Blogs Premiados -
    Selecionado pela nossa equipe, você está entre
    os melhores e mais prestigiados Blogs/Sites do Brasil!

    O seu link encontra-se no item: Blog

    http://www.vejablog.com.br/blog

    - Os links encontram-se rigorosamente
    em ordem alfabética -

    Pegue nosso selo em:
    http://www.vejablog.com.br/selo

    Um forte abraço,
    Dário Dutra

    http://www.vejablog.com.br
    ....................................................................

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...