Resenha: Anjo mecânico

Título: Anjo mecânico
Série: As peças infernais
Páginas: 392
Autor(a): Cassandra Clare
Editora: Galera Record
Compre agora! 

Anjo mecânico apresenta o mundo que deu origem à série Os Instrumentos Mortais, sucesso de Cassandra Claire. Nesse primeiro volume, que se passa na Londres vitoriana, a protagonista Tessa Gray conhece o mundo dos Caçadores de Sombras quando precisa se mudar de Nova York para a Inglaterra depois da morte da tia. Quando chega para encontrar o irmão Nathaniel, seu único parente vivo, ela descobrirá que é dona de um poder que capaz de despertar uma guerra mortal entre os Nephilim e as máquinas do Magistrado, o novo comandante das forças do submundo.

 Tessa Gray vê sua vida normal mudar bruscamente após a morte de sua tia - com quem vive desde a morte de seus pais -. Sozinha em NY, ela recebe uma carta de seu irmão chamando-a para morar com ele em Londres, mas quando chega no país ela é recebida por duas mulheres que se dizem senhorias de Nathaniel, e têm até uma carta escrita por ele para comprovar. Tessa só não esperava que tudo se tratasse de uma armação e que ficaria no poder daquelas duas mulheres, mantida presa em um quarto de uma casa em condições precárias, e sendo ameaçada a todo instante de ter seu irmão morto no caso de não cumprir as obrigações impostas por elas. As falsas senhorias, conhecidas como irmãs Sombrias, enquanto mantém Tessa como prisioneira delas deixam-na a par de que ela possui um dom, que até então Tessa nem podia imaginar que tinha, que é o de se transformar em outra pessoa - tanto viva quanto morta - apenas segurando um objeto desta. O desespero de Tessa só aumenta quando ela descobre que além de ter que se desgastar usando seu poder de transformação, ela ainda terá que se casar com um ser intitulado de Magistrado. Ela até tenta uma fuga, mas não consegue ir muito longe.
É graças a Will, um caçador de sombras que vem investigando as irmãs sombrias, suspeitas de estarem envolvidas em uma série de assassinatos que vêm ocorrendo nas ruas de Londres, que Tessa se vê livre novamente. Os caçadores de sombras nada mais são do que Nephilins que são responsáveis pela proteção dos mundanos - nós humanos - das criaturas do submundo, ou seja, vampiros, feiticeiros, entre outros seres sobrenaturais. É junto dos caçadores de sombras que Tessa descobre mais sobre seu dom, ou melhor, fica a par de alguma coisa, já que nem mesmo eles sabem exatamente o que ela é, já que nunca ninguém teve um poder assim.  

Quando terminei de ler esse livro só tinha uma palavra na minha cabeça: maravilhoso!!!! Estava louca pra botar os dedos nas teclas do teclado e passar pra vocês o quanto me apaixonei pelo livro e pela escrita da autora. Confesso que no começo não gostei muito do livro, estava achando tudo muito confuso, pra você terem uma idéia, a história tem até robôs, e essa coisa de robôs em meio ao século XIX era bizarro. Mas depois de uma certa página o livro ficou muito, muito bom. Nossa! Se não fosse o meu trabalho eu teria lido tudo em dois dias ou menos. Já deu pra sentir por aí que o livro muito me agradou, certo??? Uma das coisas que eu amo e tem que ter no livro senão não rola pra mim é o romance, então acho que por isso no começo não estava curtindo muito a história. Não que depois da parte que o livro melhora já tenha romance, pois este mesmo só começa a ficar presente lá pro finzinho. A autora escreve todos os detalhes de uma forma leve, mas tão intensa, que é impossível você não sentir a emoção de cada cena.
E o Will, ai, o Will... Sabe aquele tipo de personagem chato que gosta de maltratar o pobre coração da mocinha sendo um estúpido com ela que a gente tanto ama??? Ele é desses.
Eu simplesmente me apaixonei pelo jeito que a autora narra tudo, excelente mesmo, principalmente as cenas românticas. Então é isso, você vai ficar aos suspiros, vai roer as unhas com alguns suspenses, se decepcionar com alguns personagens, se surpreender... é uma história completa! Nota 5 com certeza. E nem preciso dizer que estou me roendo pela sequência dele, né??? Já estou pensando até em começar a ler a outra série da autora antes disso, já que eu tenho o primeiro livro. XD
Ahhhh, sobre a antiga série, eu andei lendo algumas pessoas criticando Anjo mecânico por ser quase uma cópia de Instrumentos mortais, só mudam os nomes dos personagens. Bom, irei ler a outra série pra comprovar, qualquer coisa irei relatar na minha outra resenha, ok?
Livro recomendadíssimo, meninas!!! ;)

Nota:

Deixe seu comentário na parede do Toalete!
0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...