Resenha: A sociedade secreta da bola de cristal cor de rosa

Recebi este livro em parceria com a Editora Jangada, e foi uma surpresa muito mais que agradável. O que eu achava ser mais um livro adolescente subiu no meu conceito, e me proporcionou horas de leituras extremamente divertidas.

Narrada por Erin, a história do livro começa com a morte misteriosa de sua tia meio doidinha - carinhosamente apelidada por seu pai de tia Eskikisita - e o presente inusitado que ela deixou com uma amiga pra ser entregue a ela. Trata-se de uma bola daquelas que você pergunta, sacode, e esta te devolve a resposta, mas rosa. No início Erin fica confusa e frustrada, afinal, esperava encontrar uma carta da tia explicando o porque de ter se afastado da família, e não encontrar dentro da caixa um de seus brinquedinhos e uma lista com frases enigmáticas e sem sentido. Mas graças a suas amigas, ela acaba descobrindo que aquela bola cor de rosa é muito mais que um simples brinquedo, mas um objeto capaz de realizar seus mais profundos desejos, como por exemplo, ter peitos maiores, ou ser convidada para sair por sua antiga paixão de colégio. Erin vê sua vida mudar de um dia pro outro, de sem graça para emocionante.
Só que o que era pra ser uma diversão acaba saindo do controle, e Erin e as amigas irão descobrir que poder controlar as coisas que irão acontecer no futuro podem trazer sérias consequências.   
Sacudi a bola novamente.
 - Jesse Cooper vai me convidar para sair?
Meu coração bateu descompassado enquanto eu esperava que o líquido da bola se tornasse transparente.
"Os espíritos sussurram que sim."
Eu precisava ligar para Samantha e Lindsay imediatamente. Estiquei a mão para pegar o telefone, mas, antes que eu pudesse pegar o fone, ele tocou.
- Alô?
- Oi.
Ai, meu Deus! Era Jesse. Olhei para a bola incrédula. Não é possível!
Adorei! Sabe aquele livro que você começa a ler e não dá nada pela história? Confesso que foi o que eu senti de primeiro quando comecei a ler o primeiro capítulo. As primeiras páginas são um tanto "bobinhas", passam-se uns três capítulo e nada acontece, eu estava achando que seria mais um livro de adolescente com nada a acrescentar, mas ele me surpreendeu ao longo de suas páginas, principalmente quando a tão misteriosa bola de cristal - que não é de cristal - cor-de-rosa aparece, então eu fiquei toda "Meu Deus, só falta isso pra terminar??? Será que é suficiente para o desenrolar da história???". E foi.
Para algumas pessoas que irão lê-lo, o livro poderá continuar sendo só mais uma história adolescente, mas pra mim foram horas divertidas, de uma leitura prazerosa e até surpreendente; coisas que eu não imaginava aconteceram, o que foi muito legal, mostrou que o livro não era aquela coisa óbvia que você lê e já sabe o que virá na próxima virada de página.
Teve uma parte do livro que me fez dar altas gargalhadas. Quem nunca mentiu que gostava de algo pra conquistar um garoto??? Eu mesma já fingi que gostava de uma certa banda por causa de um, só que a coisa não deu muito certo quando eu acabei confundindo o nome das músicas, crente que estava abafando, até ele me dizer que não era aquela que tocava no momento. rs Erin faz a mesma coisa pra conquistar o Jesse, dizendo que gosta do mesmo estilo de música que ele. E uma mentira leva a outra, o que acaba fazendo-a parar em um Mosh Pit, e depois ser suspensa no ar pela platéia do show. Imagina? Eu ia ficar como ela, desesperada. rs 
Mas com certeza uma das minhas cenas favoritas foi a do "primeiro beijo" deles. Falo "primeiro beijo" entre aspas, pois esses dois tem uma história antiga e inacabada.
Tirei a mão direita dele do meu ombro e virei a palma para cima, para que pudesse ver o punho. Examinei a tatuagem à luz do luar. Era um tipo de palavra, mas não estava escrito em inglês. Parecia hebraico ou árabe, talvez.
- O que quer dizer? - perguntei.
- Quer dizer "verdade". Em hebraico.
- O que significa para você?
Ele sorriu.
- Significa que eu nunca devo me esquecer de quem sou. Que devo sempre fazer o que acho certo e não o que as outras pessoas acham que é certo.
Eu contornei a tatuagem com o dedo. A pele dele era macia e ela se elevava ligeiramente na borda da tinta. Ele afastou o braço da minha mão e colocou um dedo no meu queixo, inclinando meu rosto na direção do dele. Olhou tão fundo nos meus olhos que tive a impressão de que ele sabia o que se passava na minha cabeça. E, então, de repente meus olhos estavam fechados, ele estava me beijando e eu o beijava também.
Recomendo o livro pra todos que curtem uma leitura leve, divertida e romântica. Com certeza vai se apaixonar assim como eu.
E como é a primeira vez que eu leio um livro da Jangada, não posso terminar minha resenha sem falar sobre o livro. Me surpreendi. OK, não vou dizer que não dava nada pela editora, pois não é verdade, eu já andava sondando seus outros livros e achava as capas lindas, mas nunca as tinha visto pessoalmente, até receber A sociedade secreta da bola de cristal cor-de-rosa. Me surpreendi com a edição, superou minhas expectativas. As páginas, a capa, tudo cuidadosamente trabalhado de forma perfeita, sem nenhum erro. Adorei. :)

Título: A sociedade secreta da bola de cristal cor de rosa
Autor(a): Green, Risa
Número de Páginas: 264
Ano: 2011
Editora: Jangada
Preço: 32,90

Nota:



Deixaram recados na parede do Toalete:
6 comentários:

  1. Nossa, eu já estava super ansiosa pra ler esse livro. Agora depois da sua resenha (que foi a primeira que eu li desse livro) fiquei com muito mais vontade. OMG!
    Sabe quando você enlouquece por um livro? Ér, isso é o que está acontecendo agora. AAAAAAAAAA

    Beijos,
    Mandi - Book and Cupcake

    ResponderExcluir
  2. Oi, Amanda! O livro é tão legal que eu o li em 2 dias. Muito bom mesmo! ^^

    ResponderExcluir
  3. Oi Karina, resolvi ler a sua resenha porque estava muito curiosa, eh a primeira que eu vejo na blogosfera e que bom que foi tão empolgada e positiva assim.
    Agora fiquei super afim de ler.

    Beijos, Caline
    Mundo de Papel

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caline, pode ir sem medo pq o livro é muuuuuuuito bom de verdade!!!

      Excluir
  4. Karina, pela capa achei que fosse mais um livro com poderes sobrenaturais, ainda bem que estava enganada. Adorei saber como é divertida a história, fiquei com vontade de ler.

    ResponderExcluir
  5. Eu AMEI o nome! Espero ler em breve :3

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...