Resenha: Identidade Roubada de Chevy Stevens

A resenha de hoje é do livro Identidade Roubada de Chevy Stevens, da editora Arqueiro.

A história gira em torno de Annie O'Sullivan, uma corretora de imóveis. Era pra ser mais um final de dia na venda de uma casa, quando aparece um homem de boa aparência e sorriso no rosto querendo ver a propriedade que está à venda. Mesmo que estivesse prestes a ir embora, Annie decide mostrar a casa ao homem que parece realmente interessado, talvez ela fechasse finalmente a venda. Mal sabia ela que estava selando seu pior pesadelo, e ficaria um ano em poder de um psicopata.

Escolhi esse livro por ter um tema interessante e chocante, parecido com a história da Natascha Kampusch - que estou louca pra ler o livro -, que foi sequestrada quando menina e obrigada a viver durante oito anos num cativeiro, só que ao contrário dessa história real, a personagem do livro vive um ano no poder do sequestrador, em uma cabana isolada, e já é uma mulher adulta. Eu estava louca pra começar a ler esse livro, eram muitos os comentários positivos a respeito dele. E comecei a lê-lo, quando fui praticar a minha doença de dar uma espiadinha nas páginas finais, e por um acaso eu abri justo na página chave do livro, e acabei com toda a magia, pois descobri antes da hora uma coisa que não era pra saber até o final dele. Portanto, NÃO LEIE O FINAL DO LIVRO ANTES DA HORA. rs É sério. Tá, eu estou exagerando, não acaba com toda a magia. Mesmo assim o livro não deixou a desejar. Mas você vai saber o ponto chave da história antes da hora. Portanto, não leie mesmo.
Apesar de eu saber do grande segredo da trama, eu entrei de cabeça na história e senti a dor de Annie ao estar ao lado do David, o psicopata, que a mantém isolada em uma cabana como se fosse propriedade sua, agindo muita das vezes de forma agressiva, transformando as horas da nossa personagem principal em um verdadeiro terror. Os capítulos são narrados por Annie, em sua conversa com uma terapeuta, como se você fosse a doutora e ela a paciente narrando pra você todas as covardias feita com ela durante um ano. E as descrições são de arrepiar! Você sente o que Annie sentiu na pele como se estivesse no lugar dela, e é muito bom quando ela consegue enfim fugir, me fez sentir literalmente um alívio no peito como se tudo estivesse acontecendo comigo. O livro conseguiu cumprir bem seu papel de impressionar o leitor. Mas por ser o primeiro livro da autora, acho que por isso, não ficou ótimo; tiveram algumas partes meio confusas e que acabavam do nada, mas que felizmente não estragam em nada a história.
Pra quem gosta de muito díálogos, o livro é cheio deles, tornando a leitura bem rápida.
Livro muito bom, instigante do início ao fim. Eu recomendo praqueles que curtem um bom suspense. Mas principalmente, praqueles que tenham coração forte, pois é um livro bem intenso, cheio de detalhes a respeito das barbaridades que o psicopata fazia com a personagem. É revoltante.    

Nota:



Deixaram recados na parede do Toalete:
5 comentários:

  1. Tu sabe miga que estou louca para ler este livro, parece ser muito boa esta história.

    Sobre o filme Planeta dos Macacos, eu tamém vivo dizendo o NÃOOOO...kkkk e vivo brincando de ser o macaco e pedindo passagem sabe, aquela permissão que ele vira a mão, lembra? A gente é igual mesmo.

    ResponderExcluir
  2. Tenho que me preparar emocionalmente pra ler esse livro, rs.
    Mas deve ser muito bom!

    Beijos,
    Mi
    Inteiramente Diva

    ResponderExcluir
  3. muito bom, gosto de livros assim
    xoxo

    Val

    ResponderExcluir
  4. Adoro ler tuas resenhas.
    Lila Czar
    seviracom30.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Acho a história deste livro bem interessante e pretendo ler em breve. Bjs, Rose.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...