Resenha: Lonely Hearts Club

Título: The Lonely Hearts Club
Autora: Elizabeth Eulberg
Páginas: 240
Ano: 2011
Editora: Intrínseca
Preço: 24,90
Em Lonely Hearts Club, após mais uma decepção amorosa, Penny Lane Bloom cansou de tentar, cansou de ser magoada e decidiu: homens são o inimigo e ela não irá mais namorar enquanto estiver na escola. Ao ver que, definitivamente, não é a única a sofrer nas mãos dos garotos nem a única aluna farta de ver as amigas mudarem completamente (quase sempre, para pior) só para agradar aos namorados, Penny decide criar o Lonely Hearts Club, o lugar certo para uma mulher que não precisa de namorados idiotas para ser feliz.
O clube, é lógico, vira o centro das atenções na escola McKinley e Penny é idolatrada por dezenas de meninas que não querem enxergar um namorado nem a quilômetros de distância. Jamais. Seja quem for. Mas será, realmente, que nenhum carinha vale a pena?
Eu, Penny Lane Bloom, juro solenemente nunca mais namorar enquanto viver.
Tudo bem, talvez eu reconsidere essa decisão em dez anos, ou algo assim, quando não estiver mais morando em Parkview, Illinois, nem frequentando a escola McKinley, mas por hora, não quero mais saber de garotos. São todos a escória da humanidade, mentirosos e traidores.
Sim, todos eles. A essência do mal.
Claro que alguns parecem ser legais, mas, assim que conseguem o que querem, dão o fora em você e partem para o próximo alvo.
Então, cansei.
Chega de namorar.
Fim.
Penny Lane sempre acreditou que um dia se casaria com seu melhor amigo de infância, assim como a família de ambos - que eram amigos de décadas -; mas no dia em que finalmente as coisas entre ela e Nate começaram a acontecer do jeito que ela imaginava, ele se revela ser um idiota. Nate e sua família vão passar uns dias na casa da família de Penny, e as coisas estão perfeitas entre eles dois quando Nate pede pela famosa "prova de amor" da parte de Penny. Aproveitando que ficaria sozinha em casa com Nate enquanto seus pais e os pais dele ficariam fora até tarde, Penny decide perder sua virgindade, mas justamente nesse dia ela o flagra no porão de sua casa com outra.
A partir daí, revoltada com todos os homens do mundo, ela que é apaixonada por Beatles, ao ver um de seus pôsteres favorito do álbum SgtPepper'sLonelyHeartsClubBand colado na parede de seu quarto, decide criar o Lonely Hearts Club, o clube dos corações solitários, em que por enquanto só ela era membro. A regra do clube era: não namorar nenhum cara até terminar o ensino médio.
Lonely. Hearts. Club.
Na teoria, podia ter soado deprimente. Mas não havia nada de deprimente na música.
Não, esse Lonely Hearts Club era o oposto de deprimente. Era alegre.
A resposta estava na minha frente o tempo todo. Havia uma maneira de parar de ser traída, enganada e usada.
Eu ia parar de me torturar namorando otários. Aproveitaria as vantagens de ser solteira. Pela primeira vez, iria me concentrar em mim. O terceiro ano seria o meu ano. Giraria todo em torno de mim. Penny Lane Bloom, única participante e fundadora do Lonely Hearts Club.
No primeiro dia de volta as aulas, Penny reencontra Diane, sua ex melhor amiga, agora a garota mais popular do colégio, que deixou sua amizade com Penny de lado quando começou a namorar. Seu namorado, o incrível Ryan, é amigo de Penny, por quem ela sempre teve uma quedinha, e os dois sempre se deram muito bem, mas por causa de Diane que sempre foi meio possessiva, Penny gostava de manter distância dele quando esta estava por perto - leia-se o tempo todo -. Mas tudo mudou nesse novo ano; o casal 20 não existe mais, e Diane parece querer resgatar sua antiga amizade. Mesmo com o ciúmes de Tracy, sua outra melhor amiga, Penny decide retomar a amizade com Diane, o que dificulta quando percebe que está afim do ex dela, Ryan - que parece também estar afim dela -, que também é um garoto, a quem ela jurou nunca mais amar, ou melhor, até se formar. Mas voltando a falar no clube, que antes só havia a Penny como membro, este começa a aumentar depois que Diane, a senhorita popularidade, decide fazer parte dele.
Só que quem não gosta muito disso é o time adversário, os garotos. O clube começa a fazer sucesso entre as garotas, todas revoltadas por algum motivo, por terem seus corações partidos por algum garoto, e então é destaque no jornal do colégio, o que além de despertar a fúria masculina por não terem mais a antiga atenção das garotas, principalmente nos bailes do colégio em que elas decidem se divertirem entre elas mesmas, vai trazer problemas com o diretor do colégio, que não gosta nada nada da situação. 

Se você gosta de uma história leve e emocionante, estilo as do livro da Meg Cabot, ou até mesmo da Paula Pimenta, aquela coisa bem meiguinha de adolescente, você vai amar Lonely Hearts Club. Eu simplesmente me apaixonei. É tão gostosinha de se ler que eu não conseguia parar. Adorei a idéia do clube, eu queria ter a mesma idéia no meu segundo grau também. rs Só que, gente, achei o Ryan um fofooooo! E fiquei tão aflita quanto a Penny, pois torcia pelos dois, mas ao mesmo tempo o relacionamento entre eles era contra os regulamentos e eu ficava nervosa só em pensar no que as outras do clube iriam pensar se soubessem o que ela estava sentindo por ele. rs Outros personagens que também adorei foram os pais da Penny. Eles são meio loucos, mas de um jeito bem engraçado; fanáticos por Beatles, eles vão fazer você dar boas gargalhadas com o jeito deles.
É um história deliciosa, fofa, que aborda não só sobre uma reviravolta por parte das meninas não querendo mais saber de garotos, mas também a respeito da amizade. O que essas meninas do clube vão descobrir é isso, que o clube além de tudo serviu para uní-las, e irá fazê-las dar mais valor a si mesmas e às suas amigas. Muito legal essa união que o clube gerou entre elas. Só teve uma coisinha que não me agradou muito por eu ter esperado mais, que foi o final do livro. Eu esperava por algo do tipo "ooooooooooh" e foi mais pro tipo "hmmmm... até que foi legalzinho".  Mas sem dúvida não foi algo que mudou minha opinião sobre esse livro ser um dos meus favoritos e de grande indicação. É uma pena que ele seja tão rápido. Eu gostaria muito que tivesse um segundo, que eu leria com certeza. XD
Nota:



AAAAh, aguardeeem que teremos promoção dele em breve!!! ;)

Deixaram recados na parede do Toalete:
15 comentários:

  1. Já passei da fase de querer esse livro, agora é necessidade. HAUSHUAHSUHAUSH Todas as resenhas que eu li foram muito positivas! Sem contar o enredo que parece ser ótimo. E também a capa que é linda. E se é uma estória estilo as da Meg eu já sei que vou gostar! :D

    ResponderExcluir
  2. Caraa esse livro é ÓTIMO! E sua resenha tbm ficou muito boa,quem ainda não leu vai se interessar muito! Amei de paixão,até participei o dia INTEIRO da promoção no twitter da Intrínseca pra tentar ganhar o livro mais não consegui =\ só me resta comprar mesmo! Mais uma vez,parabéns pela resenha :)

    ResponderExcluir
  3. Ai, adorei a historinha. Tô bem curiosa para ler!
    Lila Czar
    seviracom30.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Ka, que resenha fofa a sua *-*
    Fiquei morrendo de vontade de ler :P

    :*
    Mi
    Inteiramente Diva

    ResponderExcluir
  5. Gentee! Vocês não sabem o que eu passei com esse livro, acho que colocaram alguma droga nele rsrs Eu o peguei pra ler umas 22:00 h e fui direto até as 02:00 da madruga! Minha mãe me chamou de doida e me mandou dormir hsuahsau Eu, acabada, com os olhos doendo, apaguei, mas no dia seguinte voltei pro vício e acabei de ler antes do almoço. Eu que sou lerda, devorei esse livro. Nossa, que saudade que eu estava desse tipo d eleitura. Eu também notei o estilo da Meg e da Paula Pimenta de ler, simplesmente amei. A ideia de relacionar essa história de adolescente com Beatles foi muito bem bolada. Só não gostei do final, entava super empolgada com "o andar da carruagem" - nossa que expressão brega rs - já tinha arrancado os cabelos durante a leitura e o final foi pouco, perto da grande obra. Leiam meninas, você vão adorar *-* Ai queria tanto que tivesse uma continuação, mas acho difícil isso acontecer :S

    ResponderExcluir
  6. Já ouvi muita gente falar do livro, mais nunca me interesseiiiiiii muito pelo livro, apesar de achar a CAPA super FOOOOFA.
    então, resolvi participar da promo, até porque conheci seu blog agora, e achei o máximo.. sempre estarei visitando..
    várias promoções bem loegais, parabéns! :)))))))

    ADOREI A RESENHA E FIQUEI COM VONTADE DE LER E GANHR, CLARO, HEHGE!

    beijos
    divertletras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Gente, adoreeeeeeeeei este livro, Ka!!! Preciso entrar para o clube!! hahahahaha....
    Beijos, beijos!!! rsrs

    ResponderExcluir
  8. Gostei da resenha. Parece ser um livro bem legal e viciante :D E eu preciso entrar para o clube +1 KKKKKK

    ResponderExcluir
  9. Adorei a resenha. Quando vi o livro pela primeira vez já fiquei louca pra ler, e depois de ler tantas resenhas eu PRECISO dele.
    Acabei de ler Fazendo meu filme da Paula Pimenta, e amei. Já que você disse que é no mesmo estilo com certeza eu vou adorar esse livro.

    ResponderExcluir
  10. Adorei a resenha. *-*
    Esse livro me persegue. haha' e eu estou super ansiosa pra lê-lo.

    ResponderExcluir
  11. Nossa,a história parece ser bem legal.
    Doida para ler.
    Essa capa realmente é show!!!!

    ResponderExcluir
  12. Esse livro parece ser muito bom eu ja estava com vontade de ler ,depois da resenha tenho certeza que quero ler esse livro ,preciso de uma leitura assim mais despretenciosa sabe ??Bjus

    ResponderExcluir
  13. Parece ser muito bom esse livro *-* quero muito ler

    ResponderExcluir
  14. depois de ter lido a resenha, fiquei com mais vontade de ler livro. a história parece ser bem legal e a capa e linda :D

    ResponderExcluir
  15. Todo mundo está falando tão bem desse livro e pelos trechos que eu li nesse post ele parece mesmo ser bem legal! Quando eu vi a capa eu me apaixonei, aí eu li a sinopse e me apaixonei ainda mais! Adoro a escrita da Meg Cabot, e já que você disse que é o livro é parcido com os delas acho que vou gostar! Estou torcendo muito para ganhá-lo nessa promoção e poder me divertir também! :)

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...