Feios

Compre já!

Tally é uma feia. Ela está prestes a fazer 16 anos e se tornar uma perfeita - algo que ela deseja mais que tudo - para enfim se juntar aos seus velhos amigos que por serem mais velhos já foram submetidos à perfeição. Mas meses antes de tudo acontecer ela conhece Shay, e logo se tornam grandes amigas. As duas tem algo em comum, ambas farão 16 anos e serão transformadas no mesmo dia. Mas infelizmente as coisas não saem como Tally vinha planejando quando sua amiga revela que não pretende passar pela transformação e some. Agora Tally só tem uma alternativa: encontrá-la, caso contrário seu sonho de viver entre os perfeitos nunca será realizado.

O livro é dividido em 3 partes. Na primeira Tally está prestes a fazer 16 anos. Ela vive em Vila Feia, junto com os outros feios que estão a espera de completarem 16 anos e assim se tornarem perfeitos. Tally vive sonhando com a chegada desse dia em que viveria em Nova Pefeição ao lado de seus amigos que já tinham passado pela operação. Enquanto isso não acontece, ela passa as noites admirando os fogos de artifício de Nova Perfeição que só vive em festa, e de vez em quando se arrisca indo até a cidade para observar os perfeitos. Numas de suas "aventuras", depois de quase ser pega no "mundo" dos perfeitos ela se esbarra em Shay. E é nesse ponto que o livro começa a ficar bom. As duas rapidamente se tornam amigas, e ambas serão transformadas no mesmo dia, mas Shay nunca gostou muito de imaginar como ficaria quando ficasse perfeita, só que Tally nunca levou aquilo a sério até que alguns dias antes da grande transformação Shay diz que vai embora pra fumaça - um lugar que é um mito entre os feios, onde vivem os refugiados, que como Shay, se recusam a passar pela transformação, ficando condenados a feiura eterna -. Tally decide ficar, mesmo que aquilo significasse que talvez nunca mais visse Shay, pois passar pela transformação e voltar a viver com seu melhor amigo Peris foi tudo que ela sempre sonhou.
Quando Tally completa 16 anos, algo dá errado. Os especiais, autoridade de Nova Perfeição, se recusam a transformá-la, a não ser que ela vá atrás de Shay, traga-a de volta, e explane a localização da Fumaça. Tally fica arrasada. Após uma conversa com seu amigo Peris - que já foi transformado , movida pelo impulso de deixar de ser feia, ela decide colaborar com os Especiais e vai em busca de Shay seguindo as pistas que sua amiga havia deixado pra trás em um bilhete caso ela quisesse ir para Fumaça.
Na segunda parte do livro, vemos o sufoco que Tally passa para chegar até Fumaça, um lugar que ela ainda não sabia se realmente existia. Depois de muita aventura e escapar da morte por pelo menos umas três vezes, ela finalmente consegue chegar ao local. Lá ela conhece vários outros Feios vivendo em conjunto, usando a natureza para seu sustento. Um mundo totalmente diferente do que ela vivia, onde ela poderia viver daquele jeito - feia - livremente sem se preocupar com estereótipo. Tally fica maravilhada, e se sente tão bem vivendo no meio deles, que até esquece o real motivo de estar ali.
A terceira parte do livro eu não vou poder dizer qual é, só vocês lendo pra saber. Será que a Tally vai entregar seus novos amigos aos Especiais, ou vai abrir mão de ser perfeita?

Minha opinião: (CONTÉM SPOILER)
Eu tinha ouvido falar mal e bem desse livro. Fiquei um tanto receosa, tanto que nem comprei o livro com medo de me arrepender, daí peguei emprestado. rsrs
Eu confesso que quando li os dois primeiros capítulos eu fiquei decepcionada, achando que o livro era ruim. Achei tudo muito confuso, mal explicado, mas a partir do terceiro tudo mudou. A história foi ficando interessante, e as coisas ficando mais claras. Explicações de coisas que você não entende nos primeiros capítulos, acontecem no decorrer do livro. Então não se desesperem, é complicado no começo, mas depois você vai entendendo.
Sabe o nosso mundo? Esqueça. Não existe mais. Em Feios, tudo é diferente, e o mundo como conhecemos faz parte da história que eles aprendem na escola. Eu achei tudo muito criativo, a cidade em que eles vivem, como funcionam as coisas em Nova Perfeição e o fato dos nossos costumes ser coisas estudadas por eles como se fizessem parte de um passado distante. E o livro tem um tema interessante. Imagine todo mundo sendo perfeito? Como você escolheria viver? Será que a perfeição seria a melhor solução pra que todos vivessem em perfeita harmonia? Eu confesso que fiquei dividida.
Eu só achei que a Tally mudou muito rápido de opinião. No começo tudo o que ela queria era se tornar perfeita, e depois de ficar apenas poucos dias na Fumaça decidiu continuar feia. Outra coisa que eu achei é que o livro é muito corrido. Mas por um lado isso foi bom, pois o autor não se prende muito aos detalhes, fazendo com que a história não fique muito maçante.
Eu esqueci de dizer que quando a pessoa passa pela transição de feio para perfeito, não é só seu aspecto físico que é alterado, mas também o modo de pensar, de ver as coisas. A pessoa se torna mais madura, e perde sua antiga essência. Há um personagem que é transformado em perfeito, mas que não irei revelar de quem se trata pra não estragar a surpresa, e algumas pessoas acham a "cura" pra isso, e tentam dar a ela um comprimido que fará voltá-la a pensar do mesmo jeito de antes da operação, e ela fala algo que faz todo sentido:

- [...] Até onde eu entendo, estar "curada" significa ser uma pessoa invejosa, orgulhosa, reclamona e dona de um cérebro de feia. Significa me considerar dona de todas as respostas.     
Já viram que é um livro que divide opiniões. Todo mundo igual, pensando igual, será que seria legal? Mas isso tem seus prós também.
Um livro bastante interessante, com uma historia envolvente, nova, e super recomendada!

Nota:




Contador de VISITAS pessoas leram a resenha! 

Deixaram recados na parede do Toalete:
5 comentários:

  1. Ah eu quase comprei esse livro uma vez mas não tive coragem. No início eu pensava que pelo nome Feios se tratava sobre alguma coisa de cosmética! kkkkkkkkk
    Depois que li a sinopse vi que não era nada disso. A história parece interessante, porém não sei se ia querer viver num mundo onde todo mundo é perfeito. Estou muito bem como sou e pronto. hehehe

    Bjusss
    http://viciadospelaleitura.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Sim, eu entendo, mas pense: todo mundo perfeito. Não ia ter briga, todo mundo ia ser satisfeito como era e adeus inveja. Porém, eu acho errado esse negócio de todos pensando iguais.

    ResponderExcluir
  3. Oi! Não li todo o post porque estou lendo este livro no momento volto quando terminar para saber sua opinião
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Karina, contou o livro todo. Hahahaha.
    Todo mundo ama esse livro, mas eu não gostei.

    Beijos ;*

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...