Cotoco - O diário (perversamente engraçado) de um garoto de 13 anos

Título: Cotoco - O diário (perversamente engraçado) de um garoto de 13 anos
Autor: John van de Ruit
Lançamento: 19-07-2010
Páginas: 392
Preço: 39,90 
Compre já!

 Jhonny Milton é um menino de 13 anos que recebe uma bolsa de estudo num conceituado internato só para garotos. Longe de casa, num lugar onde só há desconhecidos, Jhonny se sente assustado e com saudades de seu lar ao se ver cercado de garotos extremamente esquisitos - que são apelidados carinhosamente de "Os oitos loucos" -  onde faz as maluquices de seus pais parecer pouca coisa. Mas o tempo vai fazer com que aquele ano seja o mais inesquecível de sua vida. 

Olá, meninas. Hoje é dia de falar sobre um livro que recebi da nossa parceria com a editora Intrínseca que superou totalmente as minhas expectativas. Quando você lê no título que se trata de um diário de um garoto de 13 anos, você logo imagina que terá pela frente uma história bobinha e infantil de um garotinho arrumando confusões, mas o livro é muito mais do que isso.

Eu achei esse livro totalmente hilário, você não consegue parar de rir, e já era de se esperar, não é? Se tratando de um diário de um garoto, você já sabe que lerá um monte de situações engraçadas e loucas; mas eu francamente não esperava que fosse assim tão divertido. Esse livro não tem nada de infantil, trata-se de um menino na puberdade, se descobrindo, e como o próprio nome já diz "perversamente", só que de um jeito extremamente engraçado. São N situações super constrangedoras e inimagináveis em que Cotoco e os outros sete louco passam durante o ano no internato só para garotos.
Johnny Milton vivia com seus pais - que são uns verdadeiros loucos, principalmente o pai que vive infernizando a vida dos vizinhos - até conseguir uma bolsa de estudos em um internato só para garotos. E quem nunca teve treze anos, e teve vergonha dos próprios pais? Com Jhonny não é diferente. Principalmente se tratando dos pais dele. São várias cenas com os pais dele que você morre de rir. Selecionei algumas pra vocês entenderem melhor o que eu estou falando.
Papai, não para de sacudir a cabeça em sinal de total concordância, de repente deixa escapar um embaraçosamente sonoro "Bravo". Isso faz com que haja um momento de hesitação enquanto as quatrocentas pessoas do auditório se viram em nossa direção. Mais vermelho que um pimentão, tento arrumar um jeito de sumir da poltrona".
Ainda mais constrangimento no almoço organizado no gramado em frente à biblioteca. Papai, depois de sete doses de gim-tônica, solta um estrondoso espirro e pega a bolsa de mamãe em busca de um lenço de papel. Mas, quando abre o zíper, três enroladinhos de salsicha, dois pepinos em conserva, uma série de salsichas pequenas e alguns sanduíches de ovo despencam direto na grama, bem à vista do nosso diretor, que tosse educadamente e finge que não está vendo nada. Quanto a mim, vou me aproximando de outro casal, procurando deixar bem claro que eles, sim, são meus verdadeiros pais"

Logo no segundo dia na escola, Jhonny recebe o apelido de Cotoco - no internato todos têm apelido, desde os alunos até o diretor - por causa de uma parte nele que ainda não evoluiu, se é que você me entende; o que é motivo de piada no colégio. Assim ele descobre que não vai ser nada fácil viver ali cercado de gente insana, desde os professores aos alunos e monitores. Mas o que era um pesadelo no começo se tornam lembranças que com certeza ele levará para sempre, além de em seu diário, na memória. É lá nesse colégio cercado de gente louca que Cotoco descobre o verdadeiro valor da amizade e sentimentos como o amor e a perda de alguém querido. É realmente incrível acompanhar o amadurecimento dele, pois o autor conta cada experiência numa forma tão bem detalhada que é como se você estivesse vivenciando aquilo. Cada sentimento; você realmente se identifica com Cotoco uma vez ou outra. Claro que nem em tudo, mas uma coisa que me fez pensar "É desse jeito mesmo!", foi quando ele sofreu alguma maldade dos companheiros de quarto e chorou sentindo falta de casa. É sempre assim com a gente também. Por mais que seja uma loucura viver com nossos pais, a gente sempre fica com o maior aperto no coração quando estamos longe deles, principalmente quando alguma coisa não dá certo. E outra coisa é o misto de saudade e alegria quando ele entra de férias. Alegria por voltar pra casa, mas saudade por que por mais que a gente diga "detesto ir pra escola" é nas férias que a gente sente falta de ficar lá junto com os amigos - e inimigos - e os professores chatos.
Outros personagens ganham bastante destaque no livro. Eu já falei que a família dele é louca? Uma das pessoas que te leva a dar boas gargalhadas é a avó gagá do Cotoco. Ela cisma que todo mundo quer roubar alguma coisa dela. Mas com certeza ela fica ainda mais engraçada no final do livro, mas eu não posso dizer aqui, pois seria muito spoiler pra uma resenha só. rsrs
Uma das partes divertidas são as que Cotoco passa ao lado de seu professor Guv, que adora dar alguns conselhos meio loucos para o garoto e indicar livros. 
Depois de andarmos em silêncio por algum tempo, o Guv acendeu o cachimbo e disse: "Não lhe dei um livro ontem" [...] Dobramos uma curva e devagarzinho fomos contornando o campo de críquete. À luz do crepúsculo, ele ficava bem diferente, um pouco solitário. "Johnny, você precisa saber que este é, sem sombra de dúvida, o melhor livro que um ser humano já escreveu. Na minha opinião, esta é a prova cabal de que Deus existe. E, acredite, quem está dizendo isso é um fervoroso ateu!". Ele abriu a mochila e dela retirou o livro mais gordo que já vi na vida. Quase tive um troço. É claro que o Guv não ia me dar a Bíblia para ler. (Não tenho nada contra a Bíblia, mas não gostaria de ter de ler a Bíblia inteira). A capa do livro era verde-clarinho, com uma grande águia sobrevoando uma montanha coberta de neve. "Cuide bem deste livro, Milton. Ganhei dos meus pais quando fiz 21 anos". O Guv deu um tapinha nas minhas costas e foi embora, em meio à fumaça do cachimbo. À luz fraquinha do entardecer, corri meus dedos cautelosamente pelas páginas. O livro se chamava O senhor dos anéis    
O livro também tem coisas interessantes, como, fatos históricos que marcaram a Africa do Sul e são registradas no diário do Cotoco: o fim do Apartheid e a liberdade do Nelson Mandela; mas tudo na visão de um garoto de 13 anos. Porém dá pra se ter uma idéia de como era o país antes e depois dos acontecimentos; tem até uma palhinha do Cotoco como um revolucionário.

Esse com certeza foi o livro mais engraçado que eu já li, até o momento. Não teve um só dia que eu o peguei pra ler sem que eu desse algumas gargalhadas histéricas. Bom, exceto no final do livro que é um tanto triste. Tá, eu chorei no final do livro (abafa!). É uma leitura recomendadíssima pra todas as pessoas que curtem uma leitura leve, engraçada, com uma pitadinha de romance e até mesmo momentos sobrenaturais. Se você é esse tipo de pessoa, não pode perder. Estou até pensando em fazer um sorteio deste livro por aqui, o que vocês acham???

Nota:

John van de Ruit

John van de Ruit nasceu em Durban, na África do Sul; completou o ensino médio no prestígioso internato de Michaelhouse e se formou pela Universidade de Kwazulu-Natal, onde cursou também o mestrado em dramaturgia e interpretação. Desde 1998 atua como ator profissional, roteirista e produtor, tendo conquistado diversos prêmios. Com o espetáculo de esquetes satíricos Green Mamba, que escreveu, produziu e dirigiu em colaboração com Ben Voss, excursionou por toda África do Sul em 2002. Cotoco, seu primeiro romance, quebrou todos os recordes editoriais na África do Sul, foi premiado, em 2006, com o Bookseller's Choice Award e teve os direitos de adaptação vendidos para o cinema.



O livro Cotoco possui duas sequências "Spud - The Madness continues..." e "Spud - Learning to Fly". E olha só como o Cotoco cresceu na capa do 3º livro. Mal posso esperar pelo lançamento das sequências.

Capa original

Como dito na breve biografia sobre o autor de "Cotoco", os direitos do livro de adaptação já foram vendidos para o cinema, e inclusive já foi filmado. Agora é só esperar a estreia aqui no Brasil. Abaixo tem o trailer do filme que parece estar idêntico ao livro.


Contador gratuito pessoas leram esta resenha!

Deixaram recados na parede do Toalete:
33 comentários:

  1. Cotoco é muito bom mesmo! Será que a Intrínseca vai lançar as continuações? Fica a dúvida.

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Deve ser um barato! Fiquei com muita vontade de lê-lo! Faz um sorteio sim! Acho que um monte de gente ia se interessar!
    Beijinhos!

    ResponderExcluir
  3. Nossa, confesso que não imaginava assuntos tão sérios como o Apartheid no livro Cotoco!
    o.O
    Para mim, era um diário de um garoto de 13 anos, ou seja, assuntos relacionados a garotos dessa idade e só!
    Parece muito bom, com uma ironia inteligente!!!

    =)

    ResponderExcluir
  4. Pelo título, eu jamais iria ler esse livro. Tua resenha foi muito útil, pois abriu esse novo mundo de Cotoco pra mim - hehe.
    Espero ganhar no sorteio, pois fiquei tri afim de ler!
    Lila Czarnobay

    ResponderExcluir
  5. ow! se não ganhar ja vai estar na lista das prosimas aquisiçoes!! bjo

    ResponderExcluir
  6. Quando eu vi o título do livro, pensei que fosse um drama.
    Qual nao foi minha surpresa com essa resenha.
    Hahaha ... agora serei uma perseguidora do "Cotoco".
    Estou muito curiosa para ler a história na íntegra.

    ResponderExcluir
  7. Karinaa eu quero ler! O Cotoco parece ser um menino muito surtado rs ( também quem não ficaria depois de viver com os pais que ele tem e esses meninos do internato? :P)Eu cheguei a ler algumas páginas antes da gente trocar ,e a parte que o pai dele berra "bravo" na reunião rsrs foi engraçada mesmo xD Ainda bem que você não colocou a parte do cacetete!hauahau
    Tomara que eu consiga arranjar tempo para ler esse livro antes de ver o filme, que também parace ser legal e repleto de aventuras e travessuras *_*
    Bjoss

    ResponderExcluir
  8. Nossa, é tudo que eu preciso. Algumas horas de divers~~ao garantida. Tenho certeza que se eu ganhar e ler este livro, pela sua resenha, minha vida vai ficar muito mais leve. Não vejo a hora!
    Beijos.

    ResponderExcluir
  9. achei o máximo, pq amo ler livros adolescentes, e amo ler livros diário (no momento estou lendo O diário de Nina). Fiquei curiosa pra ler esse, ainda mais se é engraçado.


    bjs

    ResponderExcluir
  10. Ahhhhh eu queeeroooo leeer O Cotoco, amigaaaa!!! Parece ser super engraçado!!!! Tá aí na sua casa? Vou buscar!!! Ou então me inscrever no sorteio, posso??? kkkkkkkkkk :p

    Bjoss!!!!

    ResponderExcluir
  11. Fiquei bastante curiosa para ler! Eu quero o meu!!!

    Beijos

    ResponderExcluir
  12. O título já é engraçado né! E todas as resenhas que ando lendo por aí tão dizendo ser ótimo o livro. Não vejo a hora de tb ler!! :)

    ResponderExcluir
  13. huahua hilário, adorei, estou precisando ler livros assim engraçados, sair dos romances e dramas que só me fazem chorar, para rir um pouco.

    ResponderExcluir
  14. Assim como nunca li livros de comédia (sério) também nunca tinha lido resenha sobre Cotoco. Tava enrolando faz tempo por causa da preguiça, mas agora que li a resenha nesse blog aqui (que por sinal está ótima) ameei o livro. Quero muito ler, to precisando dar umas risadas hehe

    ResponderExcluir
  15. Lendo a resenha me deu mais vontade de ler o Cotoco.

    ResponderExcluir
  16. Nossa, estou vendo resenhas desse livro em blogs a século, mas nunca tomei coragem prara ler :(
    Agora li e morri de rir com os trechos do livro :D
    To morrendo de vontade de ler :)

    ResponderExcluir
  17. Gosto bastante dessa editora, espero ter a oportunidade de ler o livro!

    ResponderExcluir
  18. Oi!!!! sou doidinha por esse cotoco, rsrsrs. Acho que fui um pouco cotoco, acredito que irei encontrar-me em muitas ocasiões nesta historia, acho que este cotoco é tudo de bom. Bjos.

    ResponderExcluir
  19. Olá!!! eu lamento por não ter tido a oportunidade de ser criança, nem adolescente, acho que meus pais providenciaram pra que todas as boas fases da minha vida fossem cortadas, mas acho que eu vou amar este cotoco, creio que na verdade todos nós queria mos viver uma experiência iguais a do cotoco, eu; principalmente, rsrsrrs. Bjos.
    DEUS CONTINUE TE ABENÇOANDO.

    ResponderExcluir
  20. Eu tô louca pra ver o filme. Deve ser hilário! E todo mundo tinha uma turminha pra aprontar na escola....pra bem ou pra mal!
    K.L.

    ResponderExcluir
  21. Parece ser uma historia otima para se ler e conhecer. Ainda nao tive a oportunidade de conhecer o livro mas ja ouvi varios comentarios positivos sobre ele.

    ResponderExcluir
  22. adorei é muito interessante, muitos adolescentes irao se identificar
    ;)

    ResponderExcluir
  23. Pelo título não damos nada pelo livro, aliás, não gostei desse título. Ai de mim se não fosse essa resenha, fiquei morrendo de vontade de ler agora.

    bjs

    ResponderExcluir
  24. Fiquei morrendo de vontade de ler esse livro! A gente sempre olha e pensa que vai ser de um jeito, mas quando mergulha no livro sempre nos surpreendemos. Como diz aquele ditado de que não devemos julgar o livro pela capa.
    parabéns pela resenha, ficou ótima!

    ResponderExcluir
  25. Quero ler este livro, parece otimo!

    ResponderExcluir
  26. "Parece divertido, se tiver oportunidade irei ler com certeza!"

    ResponderExcluir
  27. Pelo visto o livro é para todas as idades!
    Depois da resenha fiquei curiosa para ler este livro, conhecer a história de Cotoco! rs.

    ResponderExcluir
  28. Nossa, fiquei interessada e curiosa! Me lembrou o livro "Um diario de um Banana", cujo a leitura é menos densa e mais infantil, mais bobinho. Mas os dois são engraçadinhos (imagino que este seja tambme)E tambem vai lançar filme em Dezembro, no Brasil. E os atores pricipais ainda são muito parecidos!

    ResponderExcluir
  29. Adoro livros sobre diarios, ainda faço o meu(9ª edição).Deve ser muito engraçado e a resenha ficou muito legal.

    ResponderExcluir
  30. A resenha dá um gostinho na boca, por passar a idéia de um livro docemente transgressor. Quanto a minha opinião, só poderei defini-la quando for sorteada e ganhar o lívro... ;)
    Espero que quando eu estiver terminando de lê-lo, o TF esteja sorteando as contiuações, que certamente serão pulblicadas pela Intrínseca

    ResponderExcluir
  31. Nossa, esse livro deve ser mega engraçado. Muito constrangedor a mãe dele roubar salgadinhos da festa... hahaha!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...